quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Então

Ninguém ainda veio comentar meu magnífico post sobre o Obama - com certeza o mais original de toda a blogosfera - mas não ficarei chateada, afinal os gênios costumam ser incompreendidos.

O meu Obama, o seu Obama, o Obama dele, o dela, cada um espera um Obama diferente, até mesmo o Obama espera um Obama que nunca sonhou na vida. Resta esperar um tempo para que todo o mundo caia na realidade dos fatos: que Obama é um homem que só conseguirá quando muito realizar as expectativas de uns tantos quanto - quem sabe as expectativas das filhas dele.

5 comentários:

Funes, o memorioso disse...

O Obama do Obama é o feiticeiro de Oz, um homenzinho vulgar que fazia todo o mundo acreditar.

JÚLIO SILVA CUNHA disse...

forca querida amiga! Eu vou tentar convencer a patroa a sancionar positivamente o meu regresso as lides blogosfericas...ole!
bem haja!
j.

corletto disse...

Enfim, o Obama é o que esta por acontecer ... mas o melhor foi a Economist essa semana ainda dizer que talvez o Bush Jr. venha se tornar um Harry Truman: detestado quando saiu do governo, enaltecido decadas mais tardes ... principalmente se a guerra no Iraque frutificar com "democracias" no Oriente Medio.

Blogildo disse...

É mais ou menos como li na Spectator dia desses: Obama vai ser continuísmo. Querem uma idéia do que será Obama? Basta ver Lula. Ligará o piloto automático e vai ficar no palanque o tempo todo.

patricia m. disse...

Sera que a Economist acredita mesmo em democracia na terra de Allah? Ah eu duvido muito.