terça-feira, 15 de julho de 2008

Urnas Biométricas?

Isso significa em última instância que o Estado saberá quem votou a favor e quem votou contra. Eu heim... Se isso não é o Grande Irmão, então não sei o que é.

Leia aqui.

4 comentários:

Cláudio disse...

Na verdade já pode. Não há nada que impeça o governo de rastrear quem vota em quem hoje a não ser a palavra do próprio governo de que ele não fará isso.

Funes, o memorioso disse...

Huum, suspeito que se fosse uma ideia muito democrática tinha nascido na Suécia ou na Dinamarca. Não no Brasil.

João Batista disse...

A empresa que fornece nossas urnas eletrônicas é a mesma que fornece as dos EUA. Haja mundo grande assim... E se aqui tivemos três escândalos de fraude (ignorados pela mídia), lá as urnas da mesma empresa também estão sempre dando problema, mas ao menos as de lá aparecem às vezes na imprensa menos marrom e sempre na blogosfera. É um projeto tão falho e uma idéia tão estúpida que só por isso mesmo explica-se a velocidade com que se pretende instalar super-urnas mundo afora. Todo mundo quer brincar de Chavez, quer abrir a lista de votação.

Que pesquisa de opinião o quê. No futuro se saberá com 100% de precisão a porcentagem de pessoas à favor ou contra tal ou qual político, partido e questão. Basta fazer uma votaçãozinha a respeito...

Funes, o memorioso disse...

Patrícia,

O BPI (Banco Português de Investimento) é uma instituiºao bancária cujo logotipo é uma flor de laranjeira.
Pode vê-la em
http://www.bancobpi.pt/