sexta-feira, 4 de julho de 2008

Ingrid E Os Europeus

Era já previsível que os europeus - amiguinhos de Chávez como o Sr Sarkozy (aquele merda cuja única coisa de renome que fez na vida foi ter papado a Bruni - uma euroidiota modelo-burra-cantora-gostosa-fumada-metida a besta) e socialistas ferrenhos desde o berço, o tal do eurosocialismo que praticam, uma bosta completa para se dizer a verdade, nada mais fazem do que dar um cheque no final do mês a um vagabundo de plantão e a taxar de forma ferrenha os pagadores de impostos, bom, voltando ao assunto, os socialistinhas de merda é claro não conseguiram assimilar o fato de que A DIREITA FOI A VENCEDORA E DE QUE NÃO SE NEGOCIA COM TERRORISTAS - não aceitam as lições da América, não é mesmo, you losers, mas enfim, os socialistinhas europeus dizem que foi tudo uma farsa.

Olha, é druris. É mais druris ainda ter de ler essa bosta no blog do meu amigo Funes.

Eu tenho razão de não gostar de europeu. Europe stinks so bad. Morrem de dor de cotovelo até hoje, só porque a União Européia nunca vai dar em nada, e eles nunca serão potência nenhuma. Olha, quando muito terão de aturar uma Alemanha mais forte e olhe lá. O resto suckz. O resto stinkz. É por isso também que na garganta de europeu até hoje não desceu Israel. Haja saco.

Viva a América nesse 4 de julho. Vivam todos os americanos - do sul e do norte - decentes. Europeus losers. Eurosocialistas. Que afundem com a escumalha do mundo.

P.S.: poupo os ingleses da ira. Ingleses, como vocês bem sabem, estão numa ilha. Não estão no malfadado continente. Não participam em geral da merda de pensamento dos caras. Tivemos Churchill. Tivemos Thatcher. Parimos os americanos. E o que os bostas continentais tiveram? Nada, absolutamente nada.

19 comentários:

PATRICIA M. disse...

Sim, Sarkozynho o anão até pouco atrás estava pedindo a Uribe para aceitar as condições das FARCs, sim, é isso aí. Sarkozy é um bosta e todo mundo sabe disso.

Se não fosse os EUA a apoiarem a Colômbia...

PATRICIA M. disse...

Lembrando que europeu é tão bom, mas tão bom, que quando Napoleão invadiu uns países veio reizinho português se esconder debaixo das saias da colônia, fugido, fugido como um vil bandido, e pior ainda, quando Hitler invadiu a Europa generalzinho francês fingiu que governou aquela bosta de Nova Iorque, ah meu Deus, haja paciência para aturar o pensamento e a bravura desses anões.

Ah, estou com raiva MESMO desse tipo de pensamento cretino. Cuspi tudo o que devia e o que não devia. Aturem se quiserem.

Funes, nao é direcionado a você. Mas você repetiu o argumento idiota.

Cláudio disse...

Ah! Ah! Ah! O post não foi suficiente para esculachar os europeus e precisou de mais espaço nos comentários!

Tá danada!

Parabéns pelo casamento!

Fábio Mayer disse...

O que intriga, Patricia, é que falaram em 20 milhões de dólares. E essa quantia não vale o preço de transformar as FARC num alvo do exército colombiano, coisa que elas viraram agora que não têm mais seus mais poderosos escudos.

Se alguém pagou essa quantia,´é porque algum "líder" das FARC resolvou viver como capitalista em um paraíso fiscal, deixando a selva e os "companheiros" se funhecando com os fuzis dos militares colombianos.

Funes, o memorioso disse...

Mas minha cara Patrícia,

Onde é quer foi buscar a ideia de que eu acho que a Direita não foi a vencedora do caso Ingrid?
Claro que foi.
Tudo o que eu disse é que a história não se passou como se diz que se passou.
É absolutamente infantil.
A Patrícia diz que os terroristas da FARC são burros.
Bem, se assim fosse, então o governo da Colômbia era criminoso, porque deixou a senhora Betancourt nas mãos de burros absolutos durante seis ou sete anos, quando era facílimo libertá-la.
Evidentemente, não pode ter sido assim. O mais provável é que haja nas FARC um problema de sucessão de Raúl Reyes e que haja uma guerra interna pela sucessão. Uma das facções deve ter entrado em contacto com o governo colômbiano, através dos respectivos serviços secretos, para tramar o Alonso não sei quantos que sucedeu ao Reyes. O governo colômbiano, com a inteligência que se impunha, aproveitou a situação e fez bem.
Muito longe de mim a ideia de lhe retirar qualquer mérito.
Além do mais, tramou o Chavez que se devia estar a preparar para se apresentar ao mundo como o herói libertador.
De resto, tem absoluta razão quando afirma que a esquerda europeia, embora sem coragem para o afirmar, ficou de rastos com a libertação da senhorita Betancourt.

Mas isso não se me aplica.
Eu não gosto das FARC. Nem da senhora Betancourt, diga-se.
Repito: tudo o que eu disse no meu blog, é que a história da libertação é demasiado Hollywoodesca para ser verdadeira. E digo isto, porque envolveu trezentos ou quatrocentos pormenores em que bastava ter falhado um (e era fatal que falhasse um), para tudo acabar num banho de sangue.

A terminar:
Ao contrário do que se passa com as FARC, eu simpatizava com bandido Pablo Escobar Gaviria. Uma simpatia que me ficou da leitura do livro de Gabriel garcía Marquez "História de um sequestro", cuja leitura me deixou a detestar a gente bonita de Bogotá.

Funes, o memorioso disse...

Patrícia,

Gosto da sua raiva e pode dirigi-la contra mim quando quiser :)
Partilho a sua opinião sobre D. João VI e sobre o generalzinho De Gaulle.

Frodo Balseiro disse...

Oi Patrícia! Estou de volta...mas parece que não voltei num bom dia, não é mesmo?
O que é que te deu mulher?
Tanta gente pior que Sarko e sua bela, elegante, trabalhadora esposa, Dna. Carla Bruni!
Não é porque o dólar esta só caindo frente ao euro que você está pocessa né!
Abs
Frodo, o euro-descendente

Vinicius disse...

Se não fossem os Americanos, a França e outros países da Europa estariam falando Alemão hoje.

Fernando Sampaio disse...

Até a Ingrid reconheceu que quem a salvou foi Uribe...

ROÇA disse...

Infelizmente a moça agora pede que Uribe seja menos radical com os guerrilheiros.Güenta essa?!!

PATRICIA M. disse...

Roça, influencia dos eurosocialistas franceses, afinal ela se criou na França!

Blogildo disse...

"Os bostas continentais" inventaram o créme bruleé. Já é alguma coisa. hehehe!

Blogildo disse...

Fiquei sabendo do casamento! Quem pegou o buquê?

PATRICIA M. disse...

Blogildo, ugh, odeio creme brulee. Mas chocolate belga e apfelstrudel estao valendo, hehe.

PATRICIA M. disse...

Buque, nao teve! Teve bolsa, mas essa ninguem pegou, hehe. Depois te mando as fotos, ainda estao na maquina!!!

Blogildo disse...

Esse casamento eu quero ver!

Rui Moura, o Pluto disse...

Puxa, como se a Grã-Bretanha não fosse Europa... Então Madagascar não é África, nem Japão é Ásia. Vamos reescrever a geografia depois desse texto aí. Não vamos nos esquecer de mudar os tabuleiros de WAR e colocar a Inglaterra em um continente à parte só pra ela.

Claro que a União Européia vai dar em algo. Já está dando. Só o fato de não haver guerras entre países da União desde 1945 já é algo positivo, um dos objetivos da unificação.

Ingrid foi libertada pela direita. Tem que ser muito esquerdopata para ver o contrário.

Como também tem que ser muito doido para achar que europeus nunca fizeram nada de bom, nem que nunca tiveram grandes governantes. Houve Konrad Adenauer, houve Georges Clemenceau. E teve o general que governou de Londres.

A Inglaterra teve bons governantes, é claro, gente batuta como os que a senhora citou (Churchill, a dama de ferro). Churchill, por sinal, só é hoje aclamado porque os EUA atenderam ao seu apelo, caso contrário teria caído do mesmo jeito que caíram de Gaulle e todos os outros.

Mas a Inglaterra teve porcaria também, darling. E essa família real aí? Compare-a com a de um país escandinavo (Noruega, Suécia) e verá o que é decência e austeridade. Não é essa pouca vergonha inglesa, que fica torrando libras e alimentando a imprensa local com lixo e intriguinhas. Aliás, monarquia já é algo em si mesmo indecente. Os ingleses só estragam mais. Bem fizeram os americanos, que adotaram a república.

Agora, só uma perguntinha: "tivemos", "parimos"... Nós quem, cara pálida? Foi você ou alguém da sua família? E as lambanças coloniais que os ingleses fizeram? Você também se responsabiliza? Acha que foi só os EUA? Pegue a Índia e os outros...

Rui Moura, o Pluto

PATRICIA M. disse...

Ai garoto, foi um momento de raiva explicita. Vai comecar a pegar no meu pe... Esse blog eh pessoal e nao se destina a informar ninguem, nem tem qualquer comprometimento com a realidade dos fatos, e representa apenas a minha visao do mundo, no momento explicito em que escrevo os posts.

Ta bom assim?

PATRICIA M. disse...

BTW velho, eu detesto toda e qualquer monarquia, seja ela inglesa, espanhola, nordica, etc. Sou contra pagar para que vagabundos nao facam nada, todo e qualquer tipo de vagabundo. Desde o vagabundo pobre que recebe dinheiro no final do mes pago com os meus impostos ate o reizinho estupido que esta la so para posar de bacana e eh pago tb com o dinheiro dos meus impostos.

Com certeza, bem fizeram os americanos, e os brasileiros, e todos os outros.