sábado, 12 de julho de 2008

Loucos Varridos

Pois eu, Cláudio, acho que isso aqui merece comentários sim, hehe. Aliás, notaram que o Telegraph é a fonte inesgotável das mais absurdas bizarrices européias. Desculpem o pleonasmo, pois bizarrice com raríssimas exceções é sempre européia.

Eu acho que os políticos alemães que querem esse tipo de coisa são loucos varridos. Afinal, a turcalhada tem muito mais filhos que os alemães. E quem vai lá votar pelo bebê, se não é o papai dele? Olha que isso ainda vai sair caro, seria conceder ainda mais poderes aos... turcos!

3 comentários:

João Batista disse...

O mais nojento é o pretexto da “liberdade”, dos “direitos”, etc. Ao fim, terminam todos escravos dos políticos, manipulados, influenciados, enganados. Sem direito algum: à verdade, à individualidade, à realidade.

Funes, o memorioso disse...

Bem, eu não estou seguro que a medida cause assim tantos danos. Afinal, a maoiria dos votantes não revela uma capcidade intelectual superior à de um bebé de seis meses.

Daniel F. Silva disse...

É bem capaz de um bebê votar com mais consciência do que muita gente grande...