quarta-feira, 13 de dezembro de 2006

Sudao

Da Agencia Estado: O governo brasileiro declarou-se hoje satisfeito com a decisão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) de enviar uma missão a Darfur para avaliar "a real situação" do Sudão e assegurou que teve um papel importante para se alcançar esse consenso. Nos últimos dias, entretanto, o Brasil resistiu às evidências apresentadas pelo alto comissariado sobre o envolvimento do governo sudanês nos massacres, torturas e prisões arbitrárias de civis ocorridos desde 2003. Os negociadores brasileiros chegaram a pregar a "neutralidade" e a defender que, em vez de apontar culpados, melhor opção seria a ajuda às autoridades do Sudão para lidar com os conflitos locais.
Em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o governo preferiu amenizar seu papel escorregadio em relação à maior crise humanitária da atualidade, que vitimou cerca de 200 mil pessoas. O texto informa que o Brasil co-patrocinou a convocação da sessão do conselho que avaliou o caso do Sudão. Insiste ainda que o País advogou a "prevalência do diálogo e o reforço da promoção e da proteção dos diretos humanos", assim como impediu a "seletividade e a politização" das decisões, como acontecia freqüentemente no organismo que antecedeu o conselho, a Comissão de Direitos Humanos.
"A atuação do governo brasileiro contribuiu para aproximar posições, o que permitiu que a resolução fosse adotada por consenso, fortalecendo a autoridade do Conselho e criando condições para uma efetiva melhoria em Darfur", defendeu o Itamaraty.

Comentarios:

1) O Conselho de Direitos Humanos da ONU para comecar eh uma piada de mau gosto. Tem assento no conselho paises que nao tem o menor respeito aos direitos humanos e a liberdade individual. Entao, na minha opiniao, qualquer coisa que esse Conselho diga ou faca ja eh suspeito. Veja que so estao tentando fazer algo agora, para uma crise que comecou em 2003! Incrivel. Alias, aproveitando a deixa, o Kofi Annan ja vai tarde. Foi o pior dirigente que a ONU ja teve. Em seu longo mandato de 10 anos, as maiores atrocidades ocorreram, houve corrupcao, roubos, empecilhos, apoio a tiranetes... Lembram do "Food for Oil" no Iraque, e o filho do Kofi no meio da roubalheira?

2) "... enviar uma missão a Darfur para avaliar "a real situação" do Sudão e assegurou que (o Brasil) teve um papel importante para se alcançar esse consenso". Nossa! Vamos "avaliar" a real situacao. Isso eh o que se chama bom senso! Nao se pode de cara acusar um pais de genocidio sem antes "avaliar" o que esta ocorrendo. Quem sabe aquele povo nao merece morrer? Nada mais justo. Fico satisfeita que o meu pais foi aquele que levantou essa bandeira do bom senso!

3) "Os negociadores brasileiros chegaram a pregar a "neutralidade" e a defender que, em vez de apontar culpados, melhor opção seria a ajuda às autoridades do Sudão para lidar com os conflitos locais." So prova o meu ponto de que temos bom senso como pais: ajuda ao Sudao para lidar com os "conflitos" locais. Seria a palavra "conflito" um eufemismo? Genocidio eh uma palavra muito pesada, realmente no texto fica melhor utilizar "conflito". Todo mundo tem conflito, oras!!!!! Coisa mais normal do mundo eh ter conflito.

4) "... assim como impediu a "seletividade e a politização" das decisões, como acontecia freqüentemente no organismo que antecedeu o conselho, a Comissão de Direitos Humanos". E seria a nossa postura uma atitude genuinamente honesta? Ou estamos protegendo o Sudao porque temos interesse no comercio exterior com o pais?

5) Para a informacao de voces: em 2005 tivemos $69.3 milhoes de exportacoes para o Sudao, e $70,500 de importacoes. A questao eh que o Sudao tem 0.06% de participacao no total da balanca comercial brasileira. Importantissimo parceiro comercial! Eh o comercio Sul-Sul pessoal! O nosso querido Celso Amorim deve estar orgulhoso da facanha! Vale a pena arriscar a imagem perante o mundo inteiro para defender o comercio Sul-Sul.

"As nacoes tem interesses, nao amigos". Das duas uma: ou estamos muito mal de comercio exterior, para justificarmos os 0.06%, ou gostamos de contradizer o ditado. E se ainda for assim, nao sabemos escolher direito "os amigos"...

(Dados de exportacao/importacao do site do Ministerio de Desenvolvimento, Industria e Comercio Exterior)

8 comentários:

SSRJ disse...

Um país q não sabe escolher seu presidente, vai saber escolher amigos ?

Essa nossa "postura conciliadora" é típica do lulinha paz e amor, q dessa forma ignorante, quer agradar gregos e troianos .

Mais uma "rata" para o histórico desse desgoverno !!!

Fazer o quê ????????????????

SSRJ disse...

O q aconteceu com os comentários q postei aqui ontem ?
Sumiu !!!

Marco Ebner disse...

Só acho que Oswaldo Aranha foi pior, criar o estado de Israel foi a maior idiotice que a ONU já fez...
Quanto ao Sudão, concordo que a posição brasileira foi ridícula, mas a boa vontade de todos os países importantes (UE e EUA) para com o país me deixa meio em dúvida do que afinal está em jogo. O que eu sei é que o Sudão está crescendo, desenvolvendo uma classe média, atraindo investimentos e se destacando no continente. As rixas tribais deles eu não entendo e pouco me importo...

david disse...

Vou colocar um link deste post lá no meu a respeito de Darfur, certo chefe?

SSRJ disse...

Vc notou q eu deixei aquele anonymous ptralha para vc ... adorei sua resposta ... o ptralha não voltou, se voltar eu tasco uma nele !!!!

SSRJ disse...

Amiga

Estou completando 1 mês de blogosfera e no meu pequeno reduto fiz um singelo tributo a

todos vcs q me prestigiaram e tiveram paciência para ler meus desabafos.

Agradeço a todos de coração !!!!!!!!!

OBS Teve uma crítica idiota a um comentário seu de um desconhecido, eu já dei a resposta a ele,mas se vc quiser mandar ele a M... fique a vontade.

Patricia M. disse...

David, BE MY GUEST! Sinto-me prestigiada! :-)

Carlos Emerson Junior disse...

Patricia, quem é Celso Amorim ? É aquele sujeito baixinho que está sempre do lado do Lula nas viagens ao exterior ? Eu pensei que aquele fosse o secretário do presidente!
Nós temos mesmo ministro do exterior ?
Bjs