terça-feira, 26 de dezembro de 2006

Aventuras de Patricia na Terra Brasilis - Parte 3


"But I don't want to go among mad people," Alice remarked.
"Oh, you can't help that," said the Cat: "We're all mad here. I'm mad. You're mad." "How do you know I'm mad?" said Alice. "You must be," said the Cat, "or you wouldn't have come here."

E nao eh que eu vejo uma outra fila, menor, perto do burburinho. Ja me postando ao final da fila, pergunto ao ultimo: "Que fila eh essa?" E ele: "Eh fila para o check-in". "Mas nao eh aquela gigantesca ali? Essa aqui eh bem menor!" "Essa aqui tambem eh para o check-in, soh que tem menos guiches atendendo, por isso". E nem deu tempo de eu soltar um "Ahhhhnnnn", aparece um cara alto e magro da TAM, e pergunta ao meu "amigo": "O que eh que voce esta fazendo aqui? Qual o seu voo?" E ele: "Brasilia". O funcionario da TAM consulta uma listagem, e diz que ainda nao estao chamando para esse voo. Eu, muito oportunamente, dou uma esticada no pescoco e olho a listagem. Vi varios CNF (Confins) na listagem. Resolvo perguntar: "E para Belo Horizonte, ja estao chamando?" O carinha me olha, e pergunta qual o voo. Na hora, foi o que me salvou. Rapidamente digo: "O meu voo eh o do meio dia". Eu nao havia visto essa informacao na listagem, havia visto no website da TAM um dia antes de sair de Nova Iorque. Sabia que havia 2 voos antes do meu, um das 3 horas e outro do meio dia. Resolvi na hora apostar no do meio dia.

O carinha da TAM se exalta: "Menina, o que eh que voce esta fazendo aqui??? Eu ja passei QUATRO vezes nessa fila chamando para esse voo! Anda, cooorre, voce tem que fazer o check-in la embaixo, no primeiro andar". E me puxando, me indica o elevador para o primeiro andar, repetindo para eu correr e me postar na fila la embaixo.

La embaixo, bem menos gente, e 2 filas. Chego na maior e pergunto ao ultimo se era o embarque para Belo Horizonte. Nao era, aquela era o do pessoal indo para Goiania. Vou para a menorzinha, ha 2 rapazes simpaticos na minha frente. "Essa eh a fila do voo para Belo Horizonte?" "Eh sim". E comecamos a conversar, logico, mineiros se encontram em qualquer lugar do mundo e praticamente contam toda a sua estoria. Fiquei sabendo que os 2 eram do voo das 3, e que praticamente eramos os ultimos a entrar no voo do "meio dia". Ja eram 3:30 da tarde.

Um pessoal de Goiania se posta atras de mim, porque estavam na lista de espera e iam conseguir embarcar em um voo mais cedo. Converso com eles. Um dos goianos: "Saimos mais cedo do trabalho e resolvemos vir direto ao aeroporto. Agora eh por ordem de chegada. Tem um amigo meu cujo voo era somente as 9 da noite, mas ele chegou cedo e conseguiu embarcar. Nao ha mais ordem". Incrivel. Quem pressiona, consegue. Lei da selva. Estou dentro.

Os 2 mineiros a minha frente apresentam sua passagem no balcao. Tudo certo com eles. Peco para me esperarem. Eu apresento a minha. Ha um pequeno problema, logo resolvido. A minha passagem havia sido emitida pela American, e como estava trocando o voo, teriam que emitir novo bilhete. Eu sorrio, faco gracinhas, digo sobre casamento, o menino do balcao sorri de volta, "nao ha problemas", a menina do walkie-talkie autoriza a troca. E ela para alguem no walkie-talkie: "Sao os 3 ultimos passageiros a embarcar no voo do meio dia. Nao mande mais ninguem. O voo esta fechado". E eu ouvindo aquilo, e pensando na "sorte" que tive, se nao fossem os meus 30 anos de praia, garota "ixperta" que sou, nao teria conseguido embarcar no voo do "meio dia".

A menina do walkie-talkie nos leva a passos rapidos para o andar de cima, a mim e aos 2 mineiros. Ela nos aponta a entrada para o portao de embarque e "corram, porque voces sao os 3 ultimos a embarcar. Portao 27, portao 27. Corram".

Passamos pela seguranca, pelo raio X, e corremos, em direcao ao portao 27... Seria o fim dos pesadelos de final de ano? O filme acabou? Nao percam o ultimo capitulo eletrizante das Aventuras de Patricia na Terra do Nunca, ops, Brasilis...

6 comentários:

SSRJ disse...

Q emocionante!
Vc chegou? vc "ficou" com os 2 mineirinhos no avião? o seu avião foi desviado para Acapulco e agora vc está no maior relax e dane-se o Natal?
A minha pipoca acabou, vou comprar uns "sem parar" e já volto para o próximo capitulo...não comece sem eu chegar !!!!!!

Alkimistas do Brasil disse...

Patrícia, você anda sofrendo mesmo da síndrome do caos movido pelo lulo-petismo nunca visto assim antes!
Ninguém merece, né?
Quanto ao Ipojuca, quando li o artigo, não me segurei!
Essa horda de caudilhos sul-americanos suga o sangue do povo qual vampiros!
E também concordo com você que qunto à Ilha-Cárcere, não há otimismo à vista.
Beijos

gilrang disse...

m.,

so, in rome, do as romans do!... you learn fast, smarty!...

"They were indeed a queer-looking party that assembled on the bank--the birds with draggled feathers, the animals with their fur clinging close to them, and all dripping wet, cross, and uncomfortable.

....

'What else have you got in your pocket?' he went on, turning to Alice.

'Only a thimble', said Alice sadly.

'Hand it over here', said the Dodo.

Then they all crowded round her once more, while the Dodo solemnly presented the thimble, saying 'We beg your acceptance of this elegant thimble'; and, when it had finished this short speech, they all cheered.

Alice thought the whole thing very absurd, but they all looked so grave that she did not dare to laugh; and, as she could not think of anything to say, she simply bowed, and took the thimble, looking as solemn as she could.
..." (chap. iii, a caucus-race and a long tale)

keep the hard work, ma'm... folks are anxious for the end (count myself in; meanwhile, i'll try to make some coins out of selling popcorn&gum&ice cream to soniassrj and your other followers), but i believe "this torment won't be through" as soon as they think it would... not while you're here... i mean, there, in bh...

Range-o-dente disse...

Olá brazuca. Daqui, um portuga.

Bom ano novo.

Blogildo disse...

"Mas eu não estou acostumada com isso!", alegou a pobre Alice em um tom consternado .
"Você se acostumará com o tempo", retrucou a Lagarta, e colocou o narguilé na boca, começando a fumar novamente.


Hehehehehe! Abraço!

Ricardo Safra disse...

Cara Patrícia

Apesar das peripécias de seu retorno, seja bem-vinda! Enquanto você conta seus apertos no aeroporto, eu me preparo para a minha jornada rumo a Congonhas, no dia 28. Espero que tudo corra bem em sua estadia aí em MG!

Um abraço,
Ricardo Safra, estudante de Geografia