terça-feira, 13 de maio de 2008

Unmistakeably German

Eu quase diria "unmistakeably European", pois nunca imaginaria esse comercial rodando em nenhum canal de tv dos Estados Unidos ou do Brasil - resumindo, das Américas.

Finíssima a ironia apresentada no filme. Todos os mínimos detalhes nos remetem à cultura germânica, desde a trilha sonora (viva Wagner!) até o totem da águia, passando pela bratwurst na taverna, a loura-camponesa farta e finalmente a chegada do nosso belíssimo exemplar teutônico ao Portal de Brandenburgo em Berlim.

É, francesada... Realmente nada se compara a um motor alemão! :-)

11 comentários:

Daniel F. Silva disse...

Deu pra perceber que a loura boazuda ficou com uma cara de decepção quando viu o carro, e logo dispensou o sujeito. Deve ser mais uma que imagina que o tamanho do carro - bem grande - é inversamente proporcional ao tamanho do... hã... bem... instrumento do seu dono.

Blogildo disse...

Com certeza, no Brasil, o cara não apareceria encarando três lingüiças. Hehehehe!

Lelec disse...

Bem legal a propaganda. Surpreendi-me com a marca do carro. Esperava algo germânico...

Kiss,

Lelec

Fábio Mayer disse...

O detalhe do corte do penacho do chapéu é sensacional!

Um carro francês feito para alemães... bem bolado mesmo.

Aqui não colaria, propaganda aqui nas terras quentes precisa de mulher pelada e piadas sem graça...

PATRICIA M. disse...

Daniel, a loura na verdade percebeu que o carinha só babava no carro e não daria atençao a ela, por isso desistiu. Hehehe.

Bem típico do mundo masculino babar por automóveis, nao?

Lelec, é difícil ver propaganda de Volvo, Mercedes e BMW. Só os modelitos mais populares aparecem na tv. O mercado de luxo tem clientela cativa e não precisa de propaganda. Na verdade, o que o comercial quis dizer foi exatamente isso: compre o nosso carrinho aqui e voce (quase) terá um alemao, hahaha.

PATRICIA M. disse...

Fabio, foi a unica coisa que nao entendi no filme todo. Você pode me explicar qual o significado do corte do penacho?

Seria a ofensa total em um duelo cortar o penacho do chapéu do camarada?

PATRICIA M. disse...

Fala a verdade, esse tipo de propaganda é infinitamente superior. Esse negócio de mulher pelada enche o saco no Brasil. E é de uma vulgaridade sem fim, típico dos selvagens que somos. Só falta botar a tanguinha e começar a bater a palma da mão na boca, porque os tambores do Olodum (hahaha) e o berimbau a gente já tem.

Eca de país. Eca de cultura.

PATRICIA M. disse...

Lelec, não ta passando essa propaganda ai em Paris nao? Não eh possivel que ela foi feita só para a Inglaterra, hahahahahaha.

Bem que a gente, junto com os Bosch, não curte mesmo os frogs, não é mesmo? Dá para tirar sarro das 2 populações com uma cajadada só. Uahahahahahaha.

Fábio Mayer disse...

Note o seguinte:

Depois que ele corta o penacho, o cara que o perdeu fica meio jururu, meio perdido.

É que o penacho é uma espécie de símbolo de honra, de heroísmo, eu diria, até de macheza, porque no passado, poucos homens tinham a honra de poder ostentá-lo no chapéu ou no elmo... coisas germânicas.

Mas o comercial me passou a impressão de "nós franceses fazemos carros bons até para os padrões alemães".

PATRICIA M. disse...

Fabio, bem pensado, eh essa mesma a explicacao do penacho.

E voce tem total razao em relacao ao mote do comercial. Se tiver curiosidade, vá ao YouTube, digite o título desse post, e você verá os outros filminhos que a Citroen fez com o elenco. Tem um com o Klaus (o gatíssimo alemão) que é de chorar de rir. Ah, pelo sotaque dele posso afirmar mesmo que é alemao. E tem com a Ursula tambem, mas nao tive paciencia de ver (a Ursula eh a lourona da taverna).

Blogildo disse...

Concordo com o "Eca de cultura". Mas, três(3) lingüiças??? Que é isso, companheiro?