segunda-feira, 31 de março de 2008

Viagra

Estão vendo, essa é a consequência. Inventaram o Viagra para esse pessoalzinho da geração de 1968 (aqueles que tinham 20, 20 e poucos anos em 1968) e a velharada continua no cio até hoje.

Como diz a Lia Luft, grande parte desse pessoal não aprendeu a envelhecer como devia. Acham que são jovenzinhos serelepes. Tsc tsc tsc. Vide mulheres com a cara toda esticada e peitos estufados (mas os braços, mãos e pescoço mostrando a idade real), e os homens colocando cabelo, se enchendo de Viagra (mas com aquela barriguinha) e catando "menina" de 20...

Eu não tenho nada com isso, cada um que cuide da sua vida como queira. Mas que é ridículo, é. Morro de rir.

"Um levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde apontou que 75% das mulheres portadoras do vírus HIV e que têm mais de 60 anos foram infectadas por seus maridos. A pesquisa foi feita com base nos atendimentos do Ambulatório de Aids do Idoso do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, que atende mensalmente cerca de 100 idosos. Entre os homens, 80% afirmam ter contraído vírus em relações extraconjugais e infectado suas parceiras."

Eu tenho a impressão de que a minha geração (Generation X) será mais comedida do que os Baby Boomers. É sempre assim, claro, uma geração se opõe à precedente de forma contundente. Eu, por exemplo, já defini há muito tempo: aos 60 anos, se chegar lá, claro, terei o corte clássico, curto e branco (ou acinzentado). Nada de pintar cabelo até morrer não, coisa mais brega.

Quero ficar velha como uma avó, mesmo que não tenha netos.

4 comentários:

Blogildo disse...

Os Babyboomers são patéticos. Um bando de revoltadozinhos. Os famosos rebels without case. Saca o tipo? Viviam cheirando a bunda de Jean-Paul Sartre.
Gente patética. Com raras exceções, são todos clones de Bill "blow job" Clinton!

Fernando Sampaio disse...

Isso sim é dignidade.

PATRICIA M. disse...

Ou do Ze Dirça, hahahahahaha.

Tadinhos...

Fábio Mayer disse...

Essa geração babyboomers é responsável pela m... de mundo em que vivemos. Foram tão irresponsáveis como criativos... mas a irresponsabilidade teve mais efeito.