terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Eu Apoio o Papa!

Eu apoio o Papa in-con-di-ci-o-nal-men-te. Eu acho que o Papa Bento está mais do que certo ao tentar terminar a cisão dentro da própria Igreja Católica Apostólica Romana do que ficar se aproximando de outras religiões que não nos dizem respeito, como fez o JP II.

Os judeus não gostaram da decisão de reabilitar os bispos ultra-conservadores? So what? Os muçulmanos não gostam das declarações de Bento a respeito do pedófilo Maomé? So what? Problema de vocês. Problema de todos vocês, não-católicos! Euzinha católica apostólica romana sinto cada vez mais orgulho do meu Papa e da minha Igreja.

Afinal, o que o Papa diz e o que o Papa faz só interessa a nós. Recolham-se todos vocês a sua própria insignificância e calem o bico. Adoro mesmo esse papa alemão! Só mesmo um alemão para marcar a ferro e a fogo sua passagem por Roma. Ai que já estava cheia daquele polonês em cima do muro...

7 comentários:

Fábio Mayer disse...

"Aquele polonês em cima do muro" ajudou a acabar com o Comunismo e moldou o mundo em que vivemos, para o bem ou para o mal, mas moldou.

Ele será lembrado não só como religioso, mas como político, por gerações, enquanto Bento XVI será apenas mais um no rol dos primazes da Igreja Católica, quando falecer.

patricia m. disse...

Fabio, ai que esta, o mandato do Papa pertence à esfera religiosa e é nisso que ele deve se esmerar.

O comunismo iria acabar de todo jeito, com Papa, sem Papa. Acabou porque o modelo é podre, implodiu por si mesmo.

Funes, o memorioso disse...

A URSS caiu basicamente porque Ronald Reagan apostou na força contra um inimigo enfraquecido que não tinha já capacidade económica para competir militarmente com os EUA. A ideia de atribuir a João Paulo II a queda do império soviético é dos mitos mais peregrinos de que me lembro no séc. XX. Tivesse a URSS a força que tinha nos anos 60 e a Polónia com o Solidariedade e o papa e a Igreja todos juntos tinham tido o mesmo destino que teve, à época, a Primavera de Praga.

patricia m. disse...

Exato, Funes! Mas JP II foi o Papa Pop, todo mundo gostava dele, porque ele nao apitava nada, porque ele era legal com todos, porque enfim ele ficava em cima do muro...

jg disse...

Ena, ena... para além de racista tb és extremista?!
A tua estrutura genética tem uma fortíssima carga predominantemente lusitana!!!!!

Blogildo disse...

Se eu fosse católico, também estaria satisfeito com o cara. Ele é coerente!

patricia m. disse...

JG, claro que eu sou lusa, uai. Fui ai e me identifiquei 100% com a terrinha e com o povo.