segunda-feira, 6 de agosto de 2007

As Artimanhas Manjadas Do Coronel

Vamos relembrar o fato: até hoje a Venezuela não é um membro pleno do Mercosul. O que falta? A aprovação do Congresso brasileiro. Todos os outros paisecos já se curvaram ao coronel. Como sabemos, ele literalmente comprou a Argentina e Kirchner é seu capacho.

Por que o Congresso brasileiro ainda não aprovou? Porque quando da cassação da licença da RCTV pelo tiranete, mandamos ao mesmo uma mensagem reprovando o ato. Ele ficou descontrolado e chamou nosso Congresso de papagaio de Washington. Óbvio que os parlamentares não gostaram muito de ouvir isso, e postergaram a decisão.

O tiranete disse que não pediria desculpas, e ainda chegou a afirmar que não se importava se o Brasil não o queria no bloco. O capacho Kirchner chegou a intervir - seria muito dizer implorar? - pela aprovação.

Não surtiu efeito nenhum. Qual a tática do coronel agora? Anda dizendo por aí que Washington está interferindo nos assuntos do Mercosul, e faz de tudo para impedir a entrada da Venezuela no bloco. Uma grande mentira, obviamente. Os Estados Unidos estão literalmente com a cabeça do outro lado do mundo - o que representa a América Latina em termos estratégicos no momento? A meu ver, apenas o petróleo venezuelano é importante. Etanol brasileiro? Dentro de muito pouco tempo vários outros países estarão produzindo a commodity. E mais, no momento há petróleo ainda em abundância no mundo. Não há a necessidade imediata de etanol. Mas voltemos ao assunto: ele diz isso porque pretende atingir a moral dos parlamentares brasileiros. Veremos se os patos caem nessa cilada: "oh, para provar que Washington não manda na gente, vamos lá aprovar a entrada da ditadura chavista no bloco. Somos mesmo muito machos!".

Fiquemos de olho.

13 comentários:

Frodo Balseiro disse...

Patrícia
A entrada da venezuela no Mercosul tem sido tratada pelo governo brasileiro com a habitual incompetência, e um simplismo assustador!
A Comunidade Europeia demorou 50 anos para ser constituída, de fato, pois os países tiveram que fazer ajustes econômicos, políticos, e até institucionais para atender ao, digamos, "regulamento" da nova europa unificada.
Já nos aqui na Banânia e adjacencias, saímos convidando Deus e todo mundo para "adentrar" o Mercosul, como se esse fosse um clube de boliche! Aliás, acho que clubes de boliche são mais exigentes e seletivos na admissão de novos sócios!
Agora, vai explicar para essas Mullas que nos governam que não é assim que funciona! É gente muito tosca e ignorante para saber gerir qualquer botequim, que dirá um Mercado Comum!

Blogildo disse...

É tudo fogueira de vaidades. O Congresso é maioria do governo. Se o Lula bater o pé e dizer que o amiguito tem de entrar os capachos dele no Congresso aprovarão. Se bem que com essa onda de vaias contra Lula, pode ser que o Congresso se anime e ignore o Apedeuta.

Kozel® disse...

Lula disputa palmo a palmo a liderança da america latrina com chaves,só que é muito mais estúpido,além do que,a Venezuela com seu atual perfil de ditadura é fortemente rechaçada do merdosul pelo Paraguai,que não admite que rumos políticos predominem num bloco constituído com finalidade comercial.
Muito legal teu blog,especialmente as músicas,temos um gosto parecido...

Costajr disse...

Essa gente é nefasta! Sei não... com a oposição que temos... é bem capaz.

PATRICIA M. disse...

Kozel, que bom que gostou, volte sempre. Quanto a musica, tem uma petralha que sempre critica, haha. Adoro irritar petralha ate nisso. Sabe como eh, nao eh qualquer um que consegue apreciar musica verdadeiramente boa...

Fábio Mayer disse...

Hoje o coronel esteve na Argentina, onde comprou 1 bilhão de dólares em títulos podres daquele país, prejudicando, por óbvio, o seus concidadãos venezuelanos, obrigados a DAR esmolas para um país eternamente claudicante, pois é notório que a Argentina emite títulos por algum tempo e depois dá o calote.

Por outro lado, Lula tentou atrair o México para o Mercosul, o que é sinal claro de que o governo brasileiro jogou a toalha em relação a Venezuela. Sabe que mesmo que ela seja aceita, o bloco continua inútil e precisa agregar economias efetivamente diversificadas para ter alguma chance de sobreviver. É difícil entender como uma visão dessas pode existir neste governo de analfabetos, mas é a única explicação plausível... o Congresso brasileiro é apenas detalhe nessa questão, e só não votou ainda a adesão do país do ditador, porque o governo tem prioridades lá, como o aumento brutal de impostos do Super SImples, a prorrogação ad infinitum da CPMF e o máximo possível de atenção em impedir que CPI(s) cheguem a algum resultado prático, sem contar as manobras para salvar os aliados, como Renan Calheiros.

O problema é que o México se entende com os EUA e é governado por "não-bolivarianos"... jamais cairia na bobagem de se juntar a um exército brancaleone de miseráveis que se dizem socialistas.

Funes, o memorioso disse...

Eu concordo com quase tudo o que diz, excepto com uma coisa: a Argentina não é um paiseco. É certo que tem tido quase sempre dirigentes políticos que são dirigentes próprios de um paiseco. Mas aí que está em condições de atirar a primeira pedra?
Agora a pátria do incomnensurável Jorge Luis Borges, só por o ser, já não pode ser um pasiseco.

PATRICIA M. disse...

Funes, nao era Borges maior que a Argentina?

Sempre Te Espero disse...

Olá! Descobri hoje o seu blogue.
Ainda só li este artigo, mas não quero deixar de fazer o meu comentário: embora esteja do outro lado do Atlântico, acho muito estranho o que Chavez está a fazer (e não é de agora). Eu entendo a estratégia dele de querer ganhar protagonismo regional, aproveitando a confusão iraquiana para a qual os Estados Unidos foram conduzidos pelos Srs. Tony Blair e George W. Bush mas isso de fechar Canais de TV, é algo que nos tempos que estamos, enfim ... ainda existem muitos países no Mundo que são liderados por obscurantistas. Talvez Chavez ainda venha a aliar-se à Al Qaeda, transformando a Venezuela em campo de treinos de terroristas ... embora não o deseje.
Proximamente vou ler o seu blogue com mais detalhe.

Abraços de Portugal!

PATRICIA M. disse...

Sempre Te Espero, obrigada pela visita, continue deixando seus comentarios. Adoro os portugueses. Ah, estarei em breve desse lado ai do Atlantico, me aguarde hehe. Mudo-me para a velha Albion em 1 mes. Abracos!

Daniel F. Silva disse...

Pelo que as coisas vêm caminhando, não duvido nada que ocorra exatamente o que o amigo d'além-mar acabou de dizer.

Funes, o memorioso disse...

Ah Patrícia, não pode usar assim esse argumento, tocando a minha corda frágil. Borges era maior do que o mundo.

PATRICIA M. disse...

Funes, precisamente, te peguei. Hehehehehehehehehe. Logo, deixe-me classificar a Argentina como paiseco, hehe.