terça-feira, 10 de abril de 2007

Free Spirit!

Ruby Tuesday.mp3

RUBY TUESDAY (Jagger/Richards)

She would never say where she came from
Yesterday don't matter if it's gone
While the sun is bright, or in the darkest night
No one knows, she comes and goes

Goodbye, Ruby Tuesday
Who could hang a name on you?
When you change with every new day
Still I'm gonna miss you...

Don't question why she needs to be so free
She'll tell you it's the only way to be
She just can't be chained to a life where nothing's gained
And nothing's lost at such a cost

There's no time to lose, I heard her say
Catch your dreams before they slip away
Dying all the time, lose your dreams
And you could lose your mind. Ain't life unkind?

Goodbye, Ruby Tuesday
Who could hang a name on you?
When you change with every new day
Still I'm gonna miss you...

12 comentários:

Blogildo disse...

You've said where u came from already! Rsrsrsrs!

Fábio Max disse...

Essa foi a primeira música dos Stones que eu ouvi...

Cá entre nós, eles são MUITO melhores que os Beatles!!!

Frodo Balseiro disse...

Patrícia
Off topic!
Você falou em out door eletrônico, e na mesma hora me lembrei de "Lost in Translation" da Sofia Copola!
Não é o máximo esse filme?Da vontade de se "teletransportar" para lá!
Espero ir a Tókio. Melhor, eu vou a Tókio!
Abs
Frodo

PATRICIA M. disse...

Frodo, eu AMEI aquele filme, LOST IN TRANSLATION. Nunca fui a Tokyo, mas fiquei apaixonada com a cidade. Quero ir la a todo custo, espero conseguir ir pelo trabalho, haha.

PATRICIA M. disse...

Fabio, nao gosto dos Beatles, haha, gosto mesmo eh dos Rolling Stones. Os Beatles eram certinhos demais pro meu gosto, e com carinha de good boys, tsc tsc tsc. Prefiro os bad boys, haha.

Cejunior disse...

Pois é Patricia, eu também sou do time que achava os Stones mais interessantes que os Beatles.
Rock tem que ter postura e a dos RS era muito mais instigante.
Tinha todos os LPs deles até o Exile On Main St., considerado seu melhor trabalho.
Daí prá frente a banda meio que perdeu o, digamos, rebolado (rsrs) e ficou numa enrolação só até hoje.
Mas volta e meia Keith Richards consegue surpreender. (Aliás, nunca entendi como ele está vivo até hoje....).
Ruby Tuesday é uma das mais belas canções já compostas por eles, juntamente com Lady Jane e Angie.

PATRICIA M. disse...

CEJunior, numa epoca de ebulicao como aquela, basta comparar as 2 musicas:

- I wanna hold your hand
- Let's spend the night together

Hahahahaha. Olha so, tenho o Exile on Main Street, eh um dos meus CDs favoritos tambem!!!!!

Ricardo Safra disse...

Cara Patrícia

Se em outros aspectos nos divergimos, com relação à música devo lhe dizer que realmente você tem bom gosto. Rolling Stones na cabeça!

Um abraço,
Ricardo Safra, estudante de Geografia

PATRICIA M. disse...

Ricardo, obrigada! :-)
Sempre se pode achar um ponto em comum, nao eh mesmo?

Blogildo disse...

Tudo o que fazíamos os Stones tentavam fazer igual - três meses depois. (John Lennon)

Só pra provocar. Rsrsrsrs!

Mas gosto dos Stones E dos Beatles.
Sem falar que até hoje os caras conseguem escandalizar. Na Veja dessa semana tem mais uma frase polêmica de Keith Richards.

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Patrícia.

Estou mudando de endereço para:

http://fabiomayer.blogspot.com

Conto com suas visitas!

Blogildo disse...

A coisa mais estranha que já cheirei? Meu pai. Ele foi cremado e não pude resistir: misturei com cocaína. O efeito foi bem bom e ainda estou vivo."
Keith Richards, o mais doido dos Rolling Stones, sobre a experiência que fez com as cinzas de seu pai, Bert, morto em 2002, aos 84 anos

"Era brincadeira. Como alguém pôde achar que fosse verdade?"
Jane Rose, empresária de Richards, subestimando o consenso geral sobre seu cliente

http://veja.abril.com.br/110407/vejaessa.shtml