sábado, 20 de outubro de 2007

Tropa de Elite

Finalmente consegui ver o filme, pelo Google Video. A imagem esta perfeita, so nao da para colocar na tela inteira no computador, melhor assistir pequenininho mesmo.

Lavei a alma, ah mas como lavei. Adorei o filme, acho que ate vou ver de novo. Capitao Nascimento eh o meu heroi, Capitao Nascimento para presidente do Brasil. Capitao Nascimento eh o nosso Chuck Norris, so ele eh capaz de mostrar que ainda ha decencia nesse pais de valores invertidos.

E disseram que havia tortura no filme, eh? Eu nao vi tortura nenhuma. Vi um saquinho plastico sendo utilizado algumas vezes, chamam isso de tortura? Ah mas estao com o coracao muito mole... Isso nao eh tortura nao.

As melhores cenas do filme para mim:

1) a "pleiba" levando o tiro na cabeca, e o "pleibo" sendo queimado vivo pelos traficantes. Adorei, amei, deviam ter matado mais "pleibos".
2) o Matias passando no meio dos "Sou da Paix" e "Morra Rio" vestidinhos de brancos com carinhas de santos do pau oco e dizendo a verdade na cara deles. MACONHEIROS! Showwwwwwwww!!!

Unica decepcao: o Matias devia ter matado aquele "pleibo" delator, bem devagarinho. Aquele maconheiro nao vale um vintem furado, sua morte nao significaria nenhuma perda para o mundo. Que maconheiro vale alguma coisa?

Uma cena hilaria: eles pegam os bandidos na favela e o moleque logo diz: sou estudante. Estudante, hahahahahahaha. E la vem os jornalecos dizendo que a policia mata estudantes e gente de bem nas favelas, sei. Estudante, faca-me o favor. Tu eh criminoso, mermao. Colaborador do trafico eh criminoso.

Homem de preto qual eh sua missao
Entrar pela favela e deixar corpo no chao

Isso me lembra a revolta que senti quando houve o evento de Carandiru e a imprensa caiu de pau na policia de Sampa. Ainda bem que ninguem foi preso, porque nao tinha que ser mesmo. Fez-se justica no pais.

Alias, deveriamos voltar a tona com o assunto: pena de morte ja!!!! Ou, como dizia o Maluf, lugar de bandido eh no cemiterio, a 7 palmos abaixo da terra.

9 comentários:

Cláudio disse...

"Homem de preto, o que é você faz?
Eu faço coisas que assustam Satanás!"

http://www.policiamilitar.rj.gov.br/bope/

Cláudio disse...

- Na cara não chefia, para não estragar o funeral...
- Como é que é? Na cara não? 07, me passa a 12!

PATRICIA M. disse...

Claudio, esse final foi simplesmente o maximo! So acho que o Matias tinha de ter metido um tiro na cara do pleibinho zona sul tambem. E olha que nao ha o menor rancor na minha fala, porque eu sou garota zona sul do mesmo jeito. So nao sou maconheira, tai a grande diferenca.

PATRICIA M. disse...

Bope tem guerreiro que mata guerrilheiro...

PATRICIA M. disse...

Ou voce se corrompe, ou voce se omite, ou vai para a guerra.

Eu prefiro ir para a guerra.

Daniel F. Silva disse...

Como diria Sivuca, bandido bom é bandido morto.

Costajr disse...

Por que o filme faz tanto sucesso? Porque mostra uma polícia que não se corrompe e é eficiente. Estamos tão cansados da corrupção, da ineficiência, da impunidade, que a seriedade do BOPE - no filme - como você bem disse, lava a nossa alma.

O capitão Nascimento, à parte todos os defeitos que ele tem, deixa claro em seus diálogos e na sua fala em off, uma coisa: paremos de ser hipócritas! Deixemos essa sociologia vagabunda que sustentada na patifaria romântica de Rousseau, tende a ver o favelado, o pobre em particular, e, na ponta, o bandido, como bons selvagens que são corrompidos pela miséria. A miséria ou a pobreza podem seduzir para o crime, mas o crime não é o destino fatídico dos pobres. Aqueles bandidos de fuzil e pistola, não estão ali cumprindo uma predestinação, mas uma escolha. Não me venham com essa conversa mole de que o sistema os levou para o crime, eles foram porque quiseram, e uma vez feita a escolha, arque-se com as consequências. Ademais, o filme chuta o saco dessa classe média cheia de boas intenções, que defende o bandido e repudia a polícia, que fuma maconha e cheira cocaína, mas que defende a paz nos morros, como se isso anulasse o incentivo que eles, ao consumirem as drogas que de lá vêm, acabam dando à guerra. Não me espanta que a maioria das críticas ao filme venham da esquerda, que detesta combater o crime, prefere praticá-lo.

PATRICIA M. disse...

Costa, disse tudo. Essas classes media e alta totalmente hipocritas, essas mesmas pessoas que vem a internet fazer campanha de ONG contra a violencia. Tenho um nojo so.

Quero pleibo maconheiro na cadeia, isso sim. Quando eh que passaram mesmo essa lei estupida de que se nego for pego com pequena quantidade de droga nao vai preso, porque eh pra consumo? Tem que mofar na cadeia sim, para aprender a ser um idiota drogado.

Blogildo disse...

Não vá esquecer a p*** da bandoleira, hein? hehehehe!