quinta-feira, 25 de outubro de 2007

A Fascista

E depois eu é que sou fascista. A petralhada adora vir aqui me xingar de fascista, mas obviamente mal presta atenção às palavras de seu líder máximo carioca.

Eu vou colocar a minha posição "fascista" em relação ao tema: deveriam fazer controle de natalidade, e não aborto. A mulher não tem condição de sustentar a criança? Liga as trompas dela no primeiro filho, assim ela não procria mais. Tão mais fácil, tão mais simples, tão menos traumático... Aí, defendam o Cabralzinho, vai. Talvez ele não tenha querido dizer bem isso, não é mesmo?

E aqui, se forem me xingar de qualquer coisa, pelo menos elevem o nível. Fascista não, todo mundo é fascista hoje em dia. Perdeu a graça, falta de criatividade. Querem me xingar mesmo, me deixar louca da vida, arrancando os cabelos de ódio, me chamem de comunista... Ah mas não suporto!!!! Comunista é a mãe, seu %^$^$^&*^&^%%^*%!!!

Da AE - "Um dia depois das declarações feitas pelo governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB), relacionando a alta taxa de natalidade entre pessoas de classes econômicas menos privilegiadas e a violência, a Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) reforçou sua defesa contra o aborto. Hoje, o presidente da entidade, Geraldo Lyrio Rocha, afirmou estar preocupado com a movimentação pró-aborto, que passou a ser mais freqüente também entre autoridades do País. Além da Cabral, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, desde o início de sua gestão enfatiza a necessidade de se debater o assunto.

Durante uma entrevista concedida ontem para o site G1, o governador do Rio defendeu o aborto como método de redução de violência no Estado e afirmou que a favela da Rocinha, na Zona Sul do Rio, "é uma fábrica de produzir marginal." "Estamos muito preocupados. A CNBB defende a vida desde o primeiro instante. Por isso, o tema será abordado durante a Campanha da Fraternidade do próximo ano", disse Lyrio Rocha."

P.S.: Campanha da Fraternidade, argh, como eu odeio a Campanha da Fraternidade. Aquelas musiquinhas comunistas que colocam para a gente cantar na Missa, aqueles sermões comunistas dos padrecos da teologia da libertação, como eu sou feliz por não ir mais a Missa no Brasil!!!! Se eu não fosse terminantemente contra o aborto, ficaria a favor só para contrariar a CNBB.

4 comentários:

Costajr disse...

Para usar o raciocínio de Cabral, sugiro que se faça castração química em governadores, ministros e parlamentares, assim evitaremos a procriação de corruptos, néscios e idiotas.

PATRICIA M. disse...

Ja veio uma petralha para la de imbecil dizer que o Cabral eh do PSDB. Negar o obvio assim eu nunca vi, coisa de louco. Sai fora, petralha.

Daniel F. Silva disse...

Se bem que ele já foi do PSDB... A tal petralha imbecil (desculpe a redundância) está oito anos atrasada no tempo, já que Cabral trocou o PSDB pelo PMDB em 1999, salvo engano.

Blogildo disse...

Petralha pra lá de imbecil é pleonasmo! Heheheheh!