sexta-feira, 30 de março de 2007

Are We Ready?


10 comentários:

Blogildo disse...

YEAH! Glory, glory, Alah!

Luís Marvão disse...

Olá Patrícia,

Peço desculpa por o meu comentário ser à margem do post, mas não resisti:

“Pela primeira vez em muitos anos, mais de metade da população do Brasil vive acima do limiar da pobreza. Nesta batalha, se há alguém que merece elogio, é o presidente Lula. Pelas políticas que fez aprovar. Mas também por ter apostado na estabilidade macroeconómica, que minou a inflação e tornou os juros mais acessíveis a milhões de Brasileiros”.

Este artigo vem encimado com uma fotografia do presidente Lula, com seta a simbolizar em alta; vem no Público, diário de referência aqui de Portugal. (não tem link).

Páscoa feliz!


Luís Marvão

Luís Marvão disse...

Deve ler-se: "pelas políticas sociais que fez aprovar", na frase faltava o "sociais".

Funes, o memorioso disse...

Bem!
Também ainda não chegámos aqui.
Além disso, tenho uma certa esperança que os nossos valores sejam viciantes; que, ao dominar-nos, quem vier a seguir absorva a nossa mundividência, tal como Roma, quando conquistou a Grécia, foi por esta dominada e absorveu os seus valores.

Suzy Tude disse...

Patrícia, esse é exatamente o perigoso caminho que estamos trilhando.
Beijos

Daniel F. Silva disse...

Falou tudo.

Catellius disse...

A minha proposta para a Europa, uau. Imaginem se eu fosse um politico europeu, certamente os politicamente corretos defensores do "multiculturalismo" me queimariam vivo, tenho certeza.

A minha proposta para a Europa nao envolve esterilizacao, e tambem nao envolve a proibicao de professarem a fe deles.

A Europa (Inglaterra principalmente) acatou vaaaaarios cidadaos EXPULSOS de seus paises (Jordania, Egito e outros) que hoje em dia pregam o odio em praca publica. Tem um mullah na Inglaterra que esta sendo expulso para a Jordania (esta recorrendo, porque diz que vai ser morto la). Os governos "laicos" do Oriente Medio expulsaram os radicais e a Europa acolheu-os! Lindo! Agora pregam o odio, mordem a mao de quem os acolheu.

A minha proposta para a Europa envolve a extradicao *sumaria* de qualquer pessoa pega em atividades terroristas, que preguem o odio. A minha proposta para a Europa passa pelo banimento (como na Franca) da ostentacao de qualquer simbolo religioso, pelo proibimento da burqa ou do niqab por parte de professoras primarias, pela observacao bem de perto das madrassas que so pregam o odio ao Ocidente, enfim, por tantas medidas que nao compensa cita-las aqui.

:)

PATRICIA M. disse...

Catellius, acho que ja li esse texto em algum lugar... Haha. Esta me cheirando a plagio. :-)

william disse...

Isso está me parecendo até inevitável... Talvez eu seja pessimista demais...

Fábio Max disse...

Eu sou da opínião que a civilização inteira está em rota de colapso, e certamente não por culpa dos EUA ou dos muçulmanos, se bem que eles ajudam a acelerar esse processo.

Acontece que num mundo de recursos finitos, não é possível viver numa sociedade que promove o consumo desenfreado como razão de existência.

E essa sociedade não é apenas a ocidental, porque na China, no Japão e na antiga URSS, o fenômeno é o mesmo, como era nos tempos do comunismo, onde o mesmo consumo de materias-primas era direcionado para produzir riquezas para manter o regime.

Enfim, não são os americanos e os muçulmanos que põe o mundo em risco, é o próprio mundo.

Solução? Não tenho a menor idéia... mas meu palpite é de que ela passa por violento controle demográfico e direcionamento da tecnologia para recompor o meio-ambiente e ao mesmo tempo privilegiar as matérias-primas renováveis.