segunda-feira, 16 de junho de 2008

Os Anglicanos

A Igreja Anglicana é a que mais se parece com a Católica no mundo protestante. É quase igual - a diferença é que ao invés de ter a sede em Roma a tem em Canterbury.

Pois nossos amigos anglicanos são mais avançadinhos, digamos assim. Enquanto o Papa Ratzinger volta com os ritos em latim e a comunhão de joelhos, os anglicanos estão celebrando casamento gay dentro da Igreja - entre dois pastores, olha só, que coisa.

Eu acho que a Igreja Anglicana deve ser usada como um espelho para a Católica - ceda às tentações do populismo e é esse monstrengo que vamos virar.

Ainda bem que temos um Pope com neurônios dessa vez, e não um Pop das multidões.

Enquanto isso, a California oficializa o casamento civil entre gays - isso já não estava valendo em Massachussets? Eu não dou a mínima se gays querem se casar no civil - podem casar, divorciar, recasar, fazer o que quiserem. Agora que descobriram que homossexualismo é genético, por mim podem até adotar crianças. Que sejam muito felizes. Agora, casar na Igreja não. Pelo menos não na minha Igreja.

9 comentários:

Vinicius disse...

Patricia, Uma evidência de que o homosexualismo é genético é que existem homosexuais que cometem suicídio pelo simples fato de serem homosexuais. Se fosse uma "opção" como acreditam alguns, não seria motivo para suicídio. Se o homosexualismo for genético, então deve também ser considerado da vontade de Deus pois a pessoa não tem culpa de ter nascido assim. Portanto, a Igreja Católica não tem motivo para excluir essas pessoas dos seus rituais.

Já que voce anda "se achando" porque sabe que a Lua do outro lado do hesmifério nasce do lado contrário, deixo uma pergunta que está relacionada com o nascimento das Religiões: Por que a semana tem exatamente 7 dias e não 6 ou 8 dias? ;)

Frodo Balseiro disse...

Bom, foi Henhrique VIII que inventou a igreja anglicana, porque a igreja católica não permitia seu casamento com Ana Bolena!
Não é estranho que ela seja mais liberal!

PATRICIA M. disse...

Vini, nao quero excluir os homossexuais da Igreja, nao eh bem essa a intencao. So nao acho que a Igreja deva permitir o casamento religioso deles. So isso.

PATRICIA M. disse...

Frodo, exatamente. Haha. O ponto todo eh que a Igreja Anglicana nao passa de uma farsa.

Funes, o memorioso disse...

Patrícia,

Com medo que não lesse o meu esclarecimento, vim a correr aqui reproduzi-lo.
Não faça má ideia de mim. A história que conto no meu blogue não se passou comigo. Só a contei por causa da dupla negação lógica que envolve. Eu não me dedico às Varas de Família, como lhe chamou (nós dizemos Direito da Família, porque os tribunais de família têm uma competência específica para as questões de família e não estão divididos em Varas). Aliás, eu partilho inteiramente a su opinião: Direito da Família: Creeeeeeeeeddddooooooooo!

weiss disse...

Por estas e outras que é muito bom que existam várias igrejas. Assim, cada um procura a que lhe pareça mais "simpática" digamos assim...
Mas "lá em cima" creio que só existe uma, portanto cuidado com as escolhas aqui em baixo...

PATRICIA M. disse...

Weiss, exato. Isso se vc acredita em "la em cima". Entretanto me parece que a rapaziada liberal e saltitante de hoje em dia nao cre muito nisso.

Hehehe.

Bobagem nao fazer todas as loucuras nessa vida, ne? Quem garante que tem outra depois? Esse eh o pensamento da galerinha progressiva...

PATRICIA M. disse...

Nossa, Funes, ainda bem que veio esclarecer! Voce ja estava caindo abaixo de zero no meu conceito.

Porra, ninguem merece Vara de Familia, ne???

Blogildo disse...

Esse papo de homossexualismo genético ainda não me convenceu. Mas as bichonas querem se casar? Casem-se, ué!

Quanto a Igreja Anglicana, bem, sou suspeito. Acho equivocadíssimo esse tipo de decisão. O cristianismo não se fortaleceu cedendo a anseios populares. Pelo contrário.