terça-feira, 10 de junho de 2008

It Is Shifting, No Doubt About That

Sim, há uma verdadeira tendência de se rumar cada vez mais para o oriente... E eu seguirei a tendência, vocês duvidam disso? Tudo bem que, digo e repito, vim para cá a contragosto. Mas como acredito que "Deus escreve certo por linhas tortas", estou me sentindo uma das pessoas mais sortudas do mundo. Daquelas que nasceram com o fiofó voltado para Diana.

Londres precisa de mais "livability", como diz o estudo. Mas NYC, sad to say, já era... Não há mais como parar o dragão do oriente. Também, venhamos e convenhamos, a balança do poder pende primeiro para um lado, depois para o outro, de tempos em tempos. Estava mais do que na hora, e mudanças são sempre bem-vindas.

Preparem-se para a nova era. Teremos alguém do calibre de um Gibbon que escreverá algo como The Decline and Fall of the American Empire? Para não parecer pedante, estamos só no começo... Ainda leva bem uns 50 anos para cair de todo. Any bets?

4 comentários:

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Oi Patrícia, sei q é difícil abrir a página do Abismo, mas faça uma forcinha, espere um pouquinho, com bastante paciência, que essa nova entrevista eu sei q vc vai gostar!
É um sarro!
Esperamos vc por lá.




Charles London - o irreverente, mordaz e de finíssimo humor legitimamente britânico -,
uma das inteligências mais brilhantes do nosso país, concede uma entrevista incendiária direto do Abismo!"
Participe você também e compartilhe com os amigos!
Um grande abraço

http://darkabysses.blogspot.com

Frodo Balseiro disse...

Patrícia, pelo andar da carruagem, "a queda" virá bem antes dos 50 anos que você preve!
A economia americana embora ainda muito poderosa, abriga distorções imensas, como os deficits gêmeos, a queda da produtividade, a incapacidade de competir com as semi-escravaturas do oriente!
E com os EU, muita gente vai junto!
Na Banânia por exemplo, 90% dos brinquedos são importados da China, e congêneres. Seremos transformados numa imensa "plantation" em prazo muito curto.

Funes, o memorioso disse...

Bem, a situação é um pouco mais complicada do que a que o Frodo descreve, porque garndes indústrias americanas são já hoje dominadas por capitais chineses e indianos, de modo que fica um bocado difícl saber onde começa e onde acaba a América.

Agora o que supseito é que a Patrícia tanto andará para oriente, tanto andará para oriente, que acabará em New York City.

PATRICIA M. disse...

Funes, eh uma possibilidade em aberto, logico. Mas ate hoje nunca me aconteceu de voltar para uma cidade onde ja tenha morado...

Posso voltar para a America sim, mas quem sabe a costa oeste, tao mais agradavel??? Quem sabe San Diego, California? Deus me ouça!!!