sexta-feira, 13 de julho de 2007

Maldicao

Descobri hoje que pagarei modicos 40% sobre a renda na Inglaterra. Que maravilha, que beleza de pais socialista! Ja me dizia o gordito do Michael Moore que o servico de saude ingles eh muito bom, e eh universal. Calcularei quantas vezes por mes terei de ir ao medico, de forma que o percentual extra que foi pago fique no zero a zero.

Stupid socialists!

Alias, indo um pouco mais a fundo na questao, como eh que fica o trabalhador global hoje em dia? Explico. Dependendo da profissao, o sujeito pode ser transferido varias vezes de pais, o que de todo nem eh desagradavel. Entao ele contribui alguns anos com a seguridade social do pais X, alguns outros anos com a seguridade social do pais Y, e assim vai, mas chega a hora de se aposentar e cade o dinheiro? Pode acontecer que o sujeito nao tenha contribuido determinado numero de anos com pais nenhum!

Nos deveriamos ser livres para escolher se queremos ter aposentadoria provida pelo governo, ou se preferimos juntar o dinheiro necessario por conta propria ao longo da vida. Nao preciso dizer qual seria a minha preferencia, ja que sou uma liberal e acredito na iniciativa privada acima de tudo.

16 comentários:

Cláudio disse...

N�o se "anime", n�o. Segundo me disseram, parece que o estado controla direitinho as coisas por l�. N�o � como aqui que a pessoa resolver fazer um check-up e faz. Tem que explicar pro m�dico por que voc� quer fazer check-up, o que est� sentindo, etc. Rola uma burocracia danada... Ah, e mesmo quem tem plano de sa�de tem que, primeiro, ir na rede p�blica.

Blogildo disse...

Sabe que eu ainda não tinha pensado nisso! É algo que dá o que pensar.
Se você ficar nessa vida de país-em-país é possível que - se vc não ganhar na loteria ou herdar uma fortuna - não tenha uma aposentadoria decente.

PATRICIA M. disse...

Blogildo, se eu quiser posso continuar a contribuir com o INSS. So nao sei se vale a pena, eh uma porcaria de aposentadoria mesmo. Ja contribui por 7 anos. Vale a pena contribuir por mais 18 anos so para se aposentar no Brasil? No lo creo.

Cláudio disse...

Acho que o ideal é escolher um país sólido, abrir uma conta e mandar dindim para lá regularmente (preferencialmente para um conta de investimento). INSS sem chance!

Quando vocÊ se aposentar vai para algum país europeu que dá a maior boa vida para imigrantes mesmo ilegais :-). Minha cunhada foi para Espanha e ela, como ilegal, tem mais direitos (educação para as filhas, saúde, etc.) que boa parte dos brasileiros. É incrível!

PATRICIA M. disse...

Claudio, eu pensei nisso, essa de juntar dinheiro em algum pais como EUA ou mesmo Inglaterra, dependendo dos impostos sobre ganho de capital e dividendos (ainda tenho que pesquisar mais sobre isso). Depois, pretendo me aposentar na America Central/Caribe, onde as minhas libras esterlinas valerao muito, mas muito mesmo. Se me aposentar no Brasil por exemplo e tiver juntado 1 milhao de libras, terei 4 milhoes de reais... Nada mau, nao?

Frodo Balseiro disse...

Patrícia
É isso que da ganhar muito dinheiro! Tem mais é que sustentar outro "serumano" com su imposto...hehehe!
Quanto à sua questão: Para efeito de previdencia oficial, o pessoal que viaja para o exterior, é mantido na folha de pagamento apenas para recolhimento de INSS e FGTS. Supõe-se que vá se aposentar no Brasil.
Com relação ao IR, é feita uma equalização de forma que o executivo não pague mais do que pagava no país de origem, no caso Brasil. Não sei a mutreta operacional que o pssoal faz para dar certo, o fato é que dá. Você não conhece alguem do RH de alguma multi? leve um papo que ele te explica direitinho!
Abs

Cláudio disse...

Exatamente. Junta a grana em primeiro mundo e torra no terceiro :-).

ROÇA COISA É OUTRA LIMPA disse...

Contribuir aqui tambem pode valer a pena sim, Patrícia.Cerque-se por todos os lados que puder.E no futuro verá como é bom essa graninha extra.Sempre é bom...

PATRICIA M. disse...

Frodo, acontece que nao sou uma expat (expatriada). Por exemplo, estou sendo contratada pelo escritorio do Banco X em Londres, e nao pelo escritorio do Banco X em Sao Paulo. Portanto, creio eu, sigo as regras da Inglaterra, nao? Se eu estivesse sendo transferida de um lugar para outro, acredito que seria assim como voce escreveu. Mas nao tenho relacao nenhuma com o escritorio do meu banco em Sampa, that's the thing!

Suzy disse...

Patrícia, concordo com você. Eu também prefiro fazer minha própria aposentadoria. Taí um problema do trabalhador global que precisa ser levantado!

Fábio Max Marschner Mayer disse...

Patricia,

Ouvi em algum lugar (numa pós, acho) que a contribuição previdenciária em certos países (EUA e Inglaterra inclusos) conta para cálculo de aposentadoria aqui no Brasil. Vou confirmar isso, depois te digo, o que não te impede de contribuir com a previdência daqui se quiser.

O diacho é que vivemos num mundo em que apenas poucos, aliás, pouquíssimos, economizam. Talvez você consiga gerenciar bem sua vida financeira e chegar à velhice independendo de uma previdência, mas a maioria não é assim no mundo afora. Logo, os sistemas previdenciários são necessários, conquanto todos em crise no mundo afora dado o aumento de expectativa de vida.

Marcos disse...

Ehehe... Mas por que vc acha que o desemprego na inglaterra é maior que nos EUA?
E valeu pelo elogio...
Acabei de beber uma quantidade de Deus, Guinness e Biere do Boucanier que acabaram com minhas inibições e portanto devo dizer que fiquei completamente apaixonado ao ver sua foto no seu blog. Você é linda.
bjs de um bêbado liberal e democrático,
Marcos

Costajr disse...

Sabe-se lá onde você estará daqui há 18 anos... De qualquer forma, é uma preocupação pertinenente.

Frodo Balseiro disse...

Patricia
Então tudo vai depender do seu planejamento de futuro!
Você pretende voltar ao Brasil? Em quanto tempo? Se você petende ser velhinha aqui (não recomendável), pode contribuir como autonoma no Brasil.
Porem no seu caso acho que o melhor mesmo é partir para uma previdência privada! Mesmo porque, o INSS esta falido, e mais cedo ou mais tarde, "quebra oficiamente"!
Abs
Frodo

william disse...

Pô, Pat! Você tem maior capacidade contributiva, tem que pagar mais para financiar as despesas gerais do Estado hehehehehe.

Quer saber a idade dos seus leitores? Não seria mais fácil perguntar? hehehehe

A Furiosa disse...

Creio que trabalhando num banco de investimentos isso não será um problema. Eu compro títulos do governo com vencimento a longo prazo. Mas sou uma investidora bastante ingênua...
De qualquer forma depender de governo para aposentadoria é complicado.
Parabéns pela mudança, mudar é sempre interessante.
Caribe? Interessante aposentadoria...