quinta-feira, 3 de maio de 2007

Deus...

... so decepciona os tolos.

11 comentários:

Blogildo disse...

Woody Allen vive se decepcionando com Deus. Rsrsrs!

Costajr disse...

Há uma citaçãozinha que certa vez ouvi num filme que não me lembro agora qual foi que dizia mais ou menos assim:

Sabe quando Deus ri? Quando a gente faz planos!

um abraço

Ricardo Safra disse...

Cara Patrícia

If God does exist, right?

Um abraço,
Ricardo Safra, estudante de Geografia

PATRICIA M. disse...

Hahaha. Os tolos esperam muita coisa de Deus, e por isso se decepcionam.

Funes, o memorioso disse...

Está a querer dizer que só os tolos acreditam em Deus?

PATRICIA M. disse...

Estou a querer dizer, carissimo Funes, que quem quer conseguir algo deve trabalhar duro, e nao postar as maos e rezar.

Ha um ditado popular que diz assim:

"Deus ajuda quem cedo madruga".

Eh o que quis dizer. Mas ha outro sentido tambem embutido, esse deixo para voces descobrirem... Depois volto com o resto do pensamento.

Ricardo Safra disse...

Cara Patrícia

Pois é, mais um curso para aprofundar meus conhecimentos e esgotar meu tempo. Queria que o dia tivesse, sei lá, pelo menos 30 horas. Eu não vejo a hora de colocar em prática todas as teorias que estou assimilando.

Em tempo, parabéns pela conclusão do seu curso. De conterrâneo para conterrânea.

Um abraço,
Ricardo Safra, estudante de Geografia e Arqueologia

william disse...

"Ah! Deuses! Clamo por omissos aliados/ mas mesmo assim convém chamar as divindades/ na hora em que nos chegam tantos infortúnios."
Eurípedes

Carlos Emerson Jr. disse...

E Deus sabe alguma coisa dos homens ???

PATRICIA M. disse...

A outra ponta do pensamento... Acho que Deus decepcionara muito ateista por ai, quando estes ficarem cara a cara com Ele.

Nao sei se deu para notarem meu relacionamento com Deus via explicacoes proporcionadas, hehehe.

Blogildo disse...

Foi por isso que citei W.Allen lá no início dos comments. Nas crônicas de Woody Allen Deus está sempre presente. Ele é um existêncialista. Dizem que ele é ateu. Mas, pelos seus escritos de humor, considero-o um agnóstico.

Tem uma cena no livro "Encontro Marcado" do Fernando Sabino que sempre me vem a mente quando falo ou escrevo sobre Deus. A personagem, Eduardo Marciano, está com aquela angústia existencial que acomete o ser humano de vez em quando. Ele olha para o céu (um clara referência a um salmo) e pergunta se Deus existe ou não. O interessante no livro é que ele DECIDE que Deus existe. Deus nunca mais o deixou na mão... Rsrsrs!