quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Some News

A noite ontem foi divertidissima. Fui a um happy hour onde se deu o encontro de ex-alunos da School of International and Public Affairs - SIPA, de Columbia. Apesar de nao ter estudado la, encontrar gente e fazer amizades novas eh sempre bom. Todo mundo morando ha menos de 3 meses em Londres, nenhum ingles(a). Conheci pela primeira vez uma pessoa do Cazaquistao. Na verdade, a menina parecia asiatica, nunca pensaria que ela fosse kazak. Mas era. Pensei logo no Borat, mas acabei lembrando que o banco esta fazendo muito negocio com o Cazaquistao ultimamente. Pais emergente de primeira categoria. E a menina trabalhou em uma agencia de desenvolvimento do governo kazak.

Peguei (as usual) o metro para voltar para casa. De repente, em uma das estacoes no meio do caminho, entra um bando no carro onde estava. O que voces acham que era? Um bando do tipo "eu podia estar matando, eu podia estar roubando..."? Nao. Esse bando eh tipico do metro de Sao Paulo, erraram. Um bando de tres mexicaninhos vestidos de mariachi, um dedilhando furiosamente "Cielito Lindo" no violao, o outro cantando a musica a plenos pulmoes, e o terceiro passando o chapeu para as moedas? Nao. Esse bando eh tipico do subway de Nova Iorque. Estou em Londres, pô, e aqui andamos de tube (o apelido do bom e velho underground).

Ta, eu vou contar, calma. Entraram tres garotos e duas garotas, e se sentaram perto de mim. Todos cantores, ou aprendizes de cantor, voltando provavelmente de uma aula de canto (ou mais provavelmente do happy hour pós aula de canto). Uma das garotas comecou a cantar, nao uma musica completa, mas dava uns trinados aqui, outros la, e que voz, que voz maravilhosa. Precisavam ver o grave dela, incrivel. Assim, no trem, sem mais nem menos. Claro que ela estava ligeiramente alta, mas foi engracadissimo. De vez em quando os garotos e a outra garota se juntavam a ela. Ela nao apenas cantava, como fazia umas cenas, como se estivesse no palco de um musical. Sabem o estilo, nao?

Tudo isso as 11:15 da noite. Eu, que estava com sono antes deles entrarem, sai do trem morrendo de rir. E batendo palma. No que um dos garotos me disse: "Thank you!". E eu respondi: "No, *I* thank you".

Londres pode ser surpreendente de vez em quando, especialmente a noite.

2 comentários:

Blogildo disse...

Nunca pisei aí mas já adoro essa cidade!

Daniel F. Silva disse...

Aviso fora de tópico, mas extremamente importante. Começou neste sábado, indo até a meia-noite de 1º/1/2008, a eleição do Mala do Ano 2007. São cinco candidatos:

- Hugo Chavez, o fanfarrão bolivariano que quer ser o sucessor de Jesus Cristo na Terra

- Marta Suplicy, a ministra que mandou relaxar e gozar com a elegância que lhe é peculiar

- Nelson Jobim, o ministro que continua deixando o Brasil inteiro no chão (e não é a seus pés)

- Renan Calheiros, senador, criador de gado, reprodutor, Pai do Ano e revelador de novos "talentos"

- Romário, que fez um carnaval do tamanho do Maracanã em torno do 902º gol de sua carreira

Não esqueçam de votar!!!

www.atrombada.blogspot.com