quarta-feira, 27 de julho de 2011

Bebes em Lixeiras

Todos os dias aqui no Brasil sai noticia sobre bebes recem-nascidos abandonados em lixeiras por suas maes. Curiosamente, ao mesmo tempo que isso acontece, vai tentar entrar na fila (fila!) da adocao de bebes...

No meu pais perfeito, em todo hospital publico haveria um escritoriozinho de adocao. A mae, antes do trabalho de parto, poderia optar por assinar uma folha ja doando o bebe assim que ele nascesse. Assim nao teria que o jogar no lixo. Ah, no meu pais perfeito nao haveria margem para se arrepender da decisao: doou esta doado. Alias, o casal adotivo seria comunicado imediatamente do nascimento do bebe e ja pegaria a crianca assim que ela nascesse. A mae biologica nao teria contato algum com o recem-nascido - para nao dar chance de ela se afeicoar e posteriormente se arrepender da decisao tomada. Nao quer, tem quem queira.

No meu pais perfeito, os policiais nao perderiam seu tempo saindo atras de maes que abandonam seus bebes em lixeiras. Os bebes encontrariam um lar quentinho rapidinho e a mae que nao quis o filho ficaria livre da prisao. Nao eh uma excelente ideia? Eu nao sei porque isso nao eh posto em pratica...

2 comentários:

Funes, o memorioso disse...

No país perfeito, haveria, ao lado dos papelões e dos vidrões (não sei como se designam no Brasil estes recipientes destinados a recolher o lixo seleccionado para reciclagem), os bebezões. É inadmissível que os bebés sejam largados em lixeiras junto do lixo indiferenciado.

patricia m. disse...

Hahahaha Funes, aqui nao temos nomes para esses dispositivos... Chamamos de lixeiras reciclaveis e como em todo lugar apenas as distinguimos pela cor (verde para vidro, etc etc).
A lixeira dos bebes poderia ser cor-de-rosa, que tal?