terça-feira, 2 de setembro de 2008

Amerikans

Eu nao gosto do McCain. Eu detestei mais ainda a escolha que ele fez para vice. Fala serio, essa mulher eh uma piada. Como eh que pode republicana convicta ter filha que engravida aos 17 anos de namorado? A questao aqui nao eh nem o aborto, mas o tipo de educacao que a mulher passou a filha. Quale!

Palin, minha amiga: PEDE PRA SAIR!!! Nao soube nem educar a filha, quanto mais a nacao... Sera que a garotinha com nome de cidade inglesa (coisa brega isso!) nunca ouviu falar em camisinha?

Nesse rolo todo, eu fico com pena eh do garoto... Foi obrigado a casar com a menina so porque os olhos da nacao estao em cima dele: e ai, vai casar ou nao com a tal da Bristol (que nome ridiculo!)... Nah, garoto, casa com a Bristol nao, casa com a Paris! Muito mais simpatica, e melhor ainda, com mais senso de humor, vide videozinho ironico que fez com o McCain.

PARIS para presidente. BRISTOL, tou fora.

9 comentários:

Funes, o memorioso disse...

De acordo, entre Bristol e Paris, prefiro Paris.
Também concordo que a escolha da vice é triste. Nem sequer é preta. Nem se pode dizer que ele esmaga a candidatura democráica com uma vice-presidente 2 em 1, mulher e preta.
Mas entre McCain e Obarama demagogo, prefiro o primeiro.

Fábio Mayer disse...

Agora, me diga:

Você votaria em Obama?

Eu achei a mesma coisa que você sobre esta senhora. É uma radical no discurso, mas mansinha na prática. EM outras palavras, uma pessoa que não acrescenta nada à campanha de McCain.

O que fica patente disso tudo é que a MEDIOCRIDADE dos políticos é uma epidemia, ou melhor, uma pandemia, porque afeta o mundo todo!

PATRICIA M. disse...

Claro, a escolha eh entre o menos pior, e o menos pior eh McCain. Mas, como venho lendo por ai, o velhote tem 72 anos, nao sei quantos tumores em desenvolvimento, imagina se ele bate as botas e a queridinha da Palin assume a presidencia. Nesse caso, prefiro o Obama como presidente `a Palin.

Reginaldo Almeida disse...

A vice de McCain pode ser tudo, mas julgar a educação que deu à filha pelas bobagens que a filha fez me parece açodado e injusto. Isso mais parece a cultura chinesa, onde um filho pode desonrar uma família não sei quantas gerações para trás.

Onde fica o "livre-arbítrio" no meio de tudo isso?

E quanto ao McCain bater as botas, este um dos argumentos dos obamistas, muitos se esquecem que a vice de McCain consegue ser mais experiente que o áulico do Obama...

PATRICIA M. disse...

Reginaldo, nao concordo com o fato de ela ser mais experiente. A experiencia dela eh governar o Alaska por 20 meses.

Fala serio, velho, o Alaska inteiro tem menos gente do que Jersey City!!! Piaaaaadaaaaaa...

Ah, ela deve ser muito versada na politica dos corredores de Washington...

Fábio Mayer disse...

Eu também acho McCain menos pior...

João Batista disse...

Ou seja, ninguém aqui tem ou teve uma filha de 17 anos.

PATRICIA M. disse...

Nao, ninguem tem filho de 17 anos, mas se fosse filha minha, ia ouvir tanto...

O legal eh a queridona pregar a abstinencia como forma de prevencao enquanto a filhota esta dando mais que chuchu na serra.

Cocluindo: sim, a educacao que ela deu foi ruim sim, tivesse sido uma mae mais atenta teria visto que a menina estava pegando fogo e teria ensinado formas mais eficazes de prevencao da gravidez adolescente.

Blogildo disse...

Pô, Patrícia, nem Deus conseguiu segurar os filhos dele (Gênesis 6). Vc vai querer que uma americana que governou o Alaska (meu Deus!) segure uma cheerleader de 17 anos?