quarta-feira, 30 de março de 2011

Um Giro Pelo Supermercado - I

Fui ao supermercado de novo. Estou comprando em pequenas quantidades - ja que alimentos sempre estragam na nossa geladeira por falta de uso - entao quando estou cansada de ficar em casa grudada na internet a cata de trabalho ou brigando com pessoas no Facebook - tenho que extravasar a agressividade que eh natural em mim de alguma forma ou de outra, e melhor que seja no Facebook do que no marido - dou um pulo ao supermercado para comprar um ou outro item da nossa dieta de todo dia.


Depois que li esse artigo pela manha, reparei que o Brasil esta bem como pais nesse quesito. Acho que adotamos as normas americanas, pois quando morei la tambem reparei que a farinha de trigo era enriquecida com vitamina e ferro, como aqui. Na Inglaterra nao eh. Eh barato fazer esse tipo de enriquecimento que nem eh notado pelas pessoas, mas que traz um bem enorme `a populacao mais empobrecida, que adora alias comer um pao - ou praticamente tem uma dieta a base de pao. Por exemplo, um dos itens de enriquecimento da farinha eh o acido folico, que previne mal formacao de bebes em gestacao. A camada rica da populacao compra acido folico extra e toma. A camada pobre nao.

O nosso sal tambem eh iodado; o dos Estados Unidos nao eh. A nossa agua eh fluoretada e isso reduziu drasticamente a incidencia de caries na populacao, principalmente em criancas. Isso vem desde a epoca que sou crianca, creio. Eu nao tenho nenhuma carie na boca, nenhuma obturacao.

Nada disso tem na Inglaterra e imagino que na Europa inteira for that matter. A agua eh dura e sem fluor, a farinha de trigo importada da Franca e da Russia vem de forma congelada e sem enriquecimento e o sal nao contem iodo.

Juro, pelo menos por 5 segundos me senti feliz de voltar ao Brasil. A vida em Londres, de certa forma, sob certa otica, eh muito pre-historica.

Um comentário:

Funes, o memorioso disse...

Desculpe só ter lido o primeiro parágrafo, mas tenho que ir a casa a correr deitar fora as nabiças que comprei e guardei na gaveta do frigorífico (no Brasil diz-se geladeira) há seis meses, quando vim para Lisboa. Por isso é que ele cheirava tão mal. Obrigado.
Logo leio o resto.