quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

12 Horas

Saio na quarta-feira, festinha de Natal de um banco de que somos clientes. Prometo a mim mesma sair da festa as 9 da noite para chegar em casa as 10, mas acabo mesmo eh saindo as 10 e chegando as 11. Banho, arruma a mochila, etc, vou para a cama a meia noite.

Acordo as 5.15 da manha de quinta, o taxi esta la embaixo me esperando. Vou para Heathrow, pego o voo para Nova Iorque. Chego as 11.30 da manha horario NY. Enrolo em Manhattan por umas horas (umas comprinhas vao bem, nao, eh Natal), chego a um bar perto de Columbia University as 4 da tarde, converso com os estudantes de MBA que querem entrar no meu banco de investimento em Londres. Mais apresentacoes as 5.30 da tarde. Jantar as 7 da noite.

Saio do jantar sem comer a sobremesa, fico com medo de atrasar para pegar o ultimo voo do dia de volta a Londres. Estou aqui no aeroporto escrevendo esse post. Passarei exatamente 12 horas em Nova Iorque na missao de recrutar estudantes de MBA para bancos de investimento. Crise, que crise? Pagaram business class para mim. Riam, morram de rir, foi a minha primeira viagem business class. Nunca mais as minhas viagens na classe economica serao as mesmas!

Chego na sexta na hora do almoco e vou direto ao escritorio, trabalhar. Ou pelo menos fingir que trabalho, vou abrir a caixa de e-mail e ler/arquivar os atrasados - ja que tenho blackberry e consigo ler e-mails 24 por 7. Saio do trabalho e vou para o jantar de Hanukkah de um colega de Columbia - colega esse que um amigo meu acha que trabalha como espiao para o Servico Secreto israelense (eu morro de rir da teoria, mas afinal nao havia uma russa espia que fazia MBA em Columbia?)

Anyway, tenho certeza de que quando chegar sabado de madrugada cairei dura na cama - de cansaco.

2 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Patrícia, sempre sonhei ser agente da Mossad. Dá para dar uma palavrinha a esse moço da Columbia University?
Veja bem, o meu nome é Cardoso, quer dizer, aquele que tem cardos. Nome de planta, portanto. Eu não podia ser mais judeu.

patricia m. disse...

Yo, Funes, eu tenho nome de arvore tambem, sera que sou descendente de cristaos novos? Haha.

Eu seria uma pessima agente de inteligencia. Nao consigo esconder nada de ninguem.