quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Tributo ao Rio Grande

Estamos no inverno aqui, as temperaturas abaixaram bem na ultima semana... E fiquei pensando em como seria bom se tivesse aqui comigo a cuia, a bomba e o mate quente. Eh, eu ja morei no Rio Grande do Sul, mais precisamente em Porto Alegre. La aprendi a tomar mate como gente grande! :-)

Hmmmmm, dirao os apressados, ja esta sentindo falta do pais... Nao, digo eu. Nao do pais. Mas de uma regiao bem especifica, bem delimitada. Onde morei, fiz amigos, passei por agruras, e que deixou saudades... A gente nao escolhe onde nasce, infelizmente. Talvez se pudesse ter escolhido o estado, teria nascido no Rio Grande. Mas me considero uma gaucha de coracao, e se algum dia fizerem a Republica dos Pampas Gauchos (que beleza seria), pedirei asilo imediatamente.

Cliquem aqui e oucam a musica, e sintam um pouco dos ares rio-grandenses...

Obs. 1: aos mineiros convictos e admiradores, espero que me entendam...
Obs. 2: quanto ao cha, estou saboreando agora um de framboesas selvagens. Nao tao selvagem quanto o mate gaucho... Bah...

8 comentários:

Paulinha disse...

Olá, não faço idéia de onde vc é, mas achei seu blog no Google,procurando pelas seguintes palavras: seleção+brasileira+feminina+rugby...achei um comentário seu sobre uma camisa número 10 da seleção femininoa de RUGBY!!!Onde vc conseguiu essa camisa?!hehehe...porque nunca vi ninguém usando uma, somente nós que jogamos ganhamos essas camisas!Desculpe, nem me apresentei. Meu nome é Paula, jogo rugby á 7 anos, estou na seleção á 3 anos...e p/ mim "ler" algo como comprar uma camisa de rugby foi extremamente lindo!!!hahahahah...fiquei mto feliz!
Bom, não sei se vc jga ou já jogou, mas se tiver orkut me procure na comunidade do SPAC RUGBY, meu nome é Paula Ishibashi.
Grande abraço.
Paulinha

gilrang disse...

m.,

it's good to have a place to remember. i have some myself, but i would love to have a place where i would go to live the rest of my life and to share it with someone who would really love it. a quiet small town by the seaside, with shores i would walk thru in the summertime and a cozy spot where i would spend my winter evenings... i hope i can find it and have time to enjoy it...

well, your post has also put me in a sentimental mood...

Catellius disse...

Olá Patrícia
Nasci em Caxias do Sul mas já estou em Brasília há mais de vinte anos. Sou um autêntico candangucho!
Valeu pela bela música. Lembro-me de uma propaganda do Habitasul cujo jingle aproveitava a melodia e parte da letra. Era mais ou menos assim: "É o meu Rio Grande do Sul, céu, sol, sul, Habitasul" he he he
Beijos e até mais

Blogildo disse...

Eu entendo perfeitamente o que você quer dizer, Paty! Se o navio negreiro que trouxe os avós de minha mãe para o Brasil fosse para os EUA, certamente minha história seria outra. Rsrsrsrsrs!

Abraço!

Suzy Tude disse...

Patrícia, eu adoro o Sul. Umas regiões mais que outras. E tenho grandes amigos nessa bela região.
Que tal está seu chá? quentinho?


Beijos

Costajr disse...

Sempre tive uma certa desconfiança com a bomba e o mate. Aqui em Brasília tem muito gaúchos e todos exibem a bomba e a cuia de seus chimarrão.

Se esse troço cativou até você que tem gosto sofisticado ou é bom de verdade ou certamente, e é no que acredito, tem alguima substância que prova dependência química.

um abraço.

Suzy Tude disse...

Patrícia, coloquei o símbolo lá no blog (e dei título), dá uma olhada se tiver um tempo.

Beijos

Fábio Max disse...

RIO GRANDE DO SUL
(Paixão Cortes)

Rio Grande do Sul!
O gaúcho quer cantar
a querência, o céu azul
os verdes pampas, o mar.

E as mulheres que sambéiam
nas calmas noites do rincão
um céu bordado de estrelas
manto de heróis e tradição!

Rio Grande do Sul,
dos pagos que não tem fim!
Por maior que tu sejas Rio Grande,
caberás sempre dentro de mim!

SOU PARANAENSE DE CURITIBA, FILHO DE GAÚCHA COM CATARINENSE... TERRAS ADORADAS!