sábado, 20 de dezembro de 2008

Achando-Me De Novo

- Por que para voce as coisas sao sempre dificeis?, perguntou-me ele.

Nao houve resposta naquele tempo, ja fazem 10 anos, mais do que isso ate. Mas pensei nessa frase de novo hoje, e creio que tenho a resposta.

As coisas sao "dificeis" porque foi assim que eu escolhi viver a vida. Foi de proposito mesmo, foi consciente. Lembro perfeitamente bem quando, aos 17 anos, entava escolhendo entre ser dentista, advogada ou engenheira. E de cara risquei dentista da lista: imaginava-me abrindo a boca dos outros das 9 as 5 todos os dias da minha vida, e ja eu mesma abria a boca, de tedio. Profissao segura, mas sem graca. Se nao tiver graca nao quero, obrigada.

Pelo mesmo motivo larguei meu primeiro emprego de engenheira e fui me arriscar em Sao Paulo na industria financeira. Aquela vida das 4 a meia noite na fabrica nao estava dando certo, cidade pequena era Lages, tudo muito sem graca. Tudo muito igual todos os dias.

Voltando das ferias no Brasil em outubro ultimo pensei noites a fio se havia feito a coisa certa todos esses anos - momentos de crise maxima. Na minha Belo Horizonte cercada de montanhas por todos os lados, analisava as pessoas que haviam ficado na seguranca. Como o "garoto" da minha idade, morando ainda na casa da mae, indo a bares quase todas as noites da semana, vivendo do rendimento de duas casas lotericas. Sera? Mas o que ele conhece desse mundo grande sem porteiras? Nada...

E finalmente hoje, depois de um ano e meio de crise, coloquei um ponto final. As coisas foram sim extremamente dificeis desde o verao de 2007, mas nao eh isso que da um certo tempero a vida, esse mesmo que sempre busquei?

Ouvindo Garth Brooks durante o cafe - sempre ouvimos country nos cafes da manha aos finais de semana:

Standing outside the fire
Standing outside the fire
Life is not tried it is merely survived
If you're standing outside the fire

Yeah! Exactly! Eu sempre busquei isso, por que as lamurias, por que o espirito derrotista dos ultimos tempos? Definitivamente foram todas minhas escolhas, tudo feito de caso pensado, e eu sabia das consequencias. Go get it, girl.

E corri para trocar o label debaixo do meu nome no blog, I am *not* the Passenger, I am the fucking Driver...

Um comentário:

Funes, o memorioso disse...

Patrícia, um nível de bolha é um aparelho que os pedreiros e os trolhas usam quando constroem um muro, para garantir que este fica perfeitamente horizontal. Normalmente é composto por uma régua que contém um recipiente de vidro marcado com dois tracinhos e lá dentro contém um líquido que não o enche completamente, deixando uma pequena bolha de ar. Quando a bolha está entre os dois tracinhos, o nível está na horizontal perfeita.
Pode ver a imagem de um nível de bollha aqui, por exemplo.