quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Ressaca

Entao, pelo menos ate nisso eles sao pontuais. Disseram que na quarta teriamos internet, hoje eh quarta e temos internet! Vamos ao que interessa, continuando o assunto do post anterior...

Segundo o Barba Ruiva, todo mundo que sai de sua terra e vai para o exterior passa por tres fases:

Fase 1 - o sonho: Claro, grande parte das pessoas tem curiosidade de saber como eh o mundo la fora, para o bem da humanidade, logico, ou nao teriamos saido da caverna de Platao, os portugueses nao teriam descoberto o Brasil e ate hoje estariamos andando de tanguinha na orla de Ipanema (pensando bem, ate que nao seria uma ma ideia). Alguns exageram como a personagem Sol da novela, ficam sonhando de olhos abertos, "la na America eh tudo tao limpinho". De qualquer forma, a grande maioria ainda vai com o sonho de imigrante de que "vai fazer a America", como os italianos e irlandeses famintos que deram com os costados por ai. Na fase do sonho, voce quer distancia de tudo quanto eh coisa nacional, gente, musica, tudo. A ideia eh de integracao com o outro, o estrangeiro.

Fase 2 - o pesadelo: Bem, depois de mais ou menos uns 3 anos, vem a fase do pesadelo. De repente tudo eh pior, e voce sente uma saudade terrivel de tudo da terra natal. Ate saudade de engarrafamento de 250 km bate de vez em quando - "pelo menos la eu tinha carro, aqui nao tenho nada". Voce vai para casa - sim, ainda chama de casa e faz questao de repetir isso para todo mundo - e de repente se toca de que as pessoas continuam vivendo la como antes, voce nao eh indispensavel, o seu irmao cresceu e vai casar, e sua mae nao chora mais quando voce vem de volta. A ideia eh de rejeicao em relacao ao outro, o estrangeiro.

Fase 3 - a realidade: Nessa fase, voce ja esta escolado. Qualquer lugar do mundo eh a mesma droga no final das contas e voce pode morar tanto la quanto aqui que nao faz diferenca. Todos os lugares tem as suas vantagens e desvantagens, basta escolher e no final ter bem em mente porque a escolha foi feita. Familia, a gente fala pelo Skype e de vez em quando faz uma visita. Amigos sao aqueles que convivem com a gente no dia a dia, o resto a gente fala pelo Skype tambem - vantagens da aldeia global. A ideia eh que voce ja nao sabe mais quem eh, nao tem raizes, nao tem passado nem futuro - so interessa o presente.

As fases nao sao bem delimitadas, claro, uma vai dando lugar a outra sutilmente. Mas pode acontecer algo catalisador, como por exemplo uma viagem de volta a terrinha.

Dou um docinho de leite para quem adivinhar qual a minha fase atual...

3 comentários:

Blogildo disse...

A da "realidade", claro. Afinal, a partir do momento que vc toma consciência dessas fases, significa que a realidade chegou como um twister.

corletto disse...

Queria agradecer pelas palavras da fase 3, uma sintense que veio em boa hora. Talvez problema atual pesar as vantagens e desvantagens, porque com o passar do tempo as prioridades vao mudando, assim como a mobilidade ... entao o que eh bom hoje, talvez nao sera ali na frente.

PATRICIA M. disse...

Corletto, ai esta o drama em nao sermos capazes de prever o futuro!!!